PROTOCOLO E CARTA

DE CERTIFICAÇÃO OFICIAL

(S.R.F.)

Os presentes Protocolo e Carta de certificação são aqui publicados 

sob autorização verbal e escrita do seu autor, Osborne Phillips.

As cópias originais em papel estão em posse do Grande Mestre da S.L.V., Raul da C. Moreira.

( a digitalização dos originais em Inglês é referenciada no final da página ) 

SOCIETAS ROTAE FULGENTIS

(Sociedade da Roda Ardente)

Repositório da Sabedoria Hermética Alexandrina

Guardiã da Palingenesia Bizantina

Comitê dos Fiéis do Amor (Fideli d’Amore)

Soberano Sacerdócio da Estrela Gloriosa (Stella Regenerationis)

Pedra Fundamental e Quintessência da Aurum Solis MDCCCXCVII (Condito 1897)

Égide do Sagrado Verbo (Sacri Verbi Ordinis – O.S.V.)

PROTOCOLO DE AUTORIDADE

07 de Janeiro de 2017

 

Por meio desse é divulgado que

 

Raul da Costa Moreira

 

tendo a autoridade, o conhecimento e o contato espiritual para estabelecer e dirigir uma ordem esotérica e mística da Tradição Ogdoádica (uma ordem a ser chamada de SOCIETAS LUCIS VIVENTIS, a qual deverá devidamente representar e perpetuar fielmente a Tradição Mistérica Cristã essencial e original da Estrela Gloriosa com toda a plenitude e vitalidade dos costumes e usos verdadeiros e estabelecidos desta mesma tradição que foram e são consagrados e honrados dentro da Societas Rotae Fulgentis) e com conhecimento dos autênticos modos históricos e espirituais de teoria e práxis que são as Chaves do Templo e da Nobre Palingenesia, o referido

 

Raul da Costa Moreira

 

tem absoluto direito e poder para conferir todas as iniciações realizadas dentro ou oriundas, tanto agora quanto antes, da Societas Rotae Fulgentis. Assim, esse Certificado reconhece e afirma a habilidade e o direito de

 

Raul da Costa Moreira

para transmitir a sucessão da Tradição Ogdoádica, na Luz Vivente e na Vida Luminosa, através do veículo da SOCIETAS LUCIS VIVENTIS.

Osborne Phillips

Primeiro do Conselho de Três, S.R.F.

 

 

 

1 - A Certificação entregue a Jean-Louis de Biasi, 1º de janeiro de 2007,

é aqui reconhecida e referenciada.
 
2 - A Certificação entregue a Raul da Costa Moreira, 7 de janeiro de 2017, então segue abaixo.

As intenções destas duas Certificações diferem em escopo e autoridade

sem ambiguidade em relação aos seus respectivos propósitos e poderes.

 

Certificado entregue a Jean-Louis de Biasi

1º de janeiro de 2007

 

     Que seja sabido que o meu único sucessor como Grande Mestre da Ordem Aurum Solis é Jean-Louis de Biasi, que sozinho detém autoridade absoluta e todos os direitos dentro e em prol da Ordem, que é o único que tem conhecimento dos elevados graus místicos de Aurum Solis e que é o único que é espiritualmente capaz de estabelecer um Adeptus Plenus de acordo com a intenção, ritos e contatos do plano interno da Aurum Solis.

     Jean-Louis de Biasi é também o único herdeiro do material dos arquivos da Aurum Solis, incluindo toda a documentação da Societas Rotae Fulgentis.

     Em diversas ocasiões, cartas patentes de sucessão da Aurum Solis foram entregues a vários indivíduos (como Simon Tamenec e William Stoltz), dando direito a seus destinatários para estabelecerem autônomas Ordens da Tradição Ogdoádica e proclamarem descendência iniciadora da Aurum Solis; no entanto, e especificamente, nem estabelecendo-as como Aurum Solis nem dando-lhes quaisquer direitos ou autoridade dentro ou diante da Ordem Aurum Solis.

     Aqueles que receberam tais cartas patentes são, por dádiva concedida, capazes de conferir os graus regulares de iniciação válidos dentro da Tradição Ogdoádica, até o grau de Adeptus Minor, mas não são capazes de conferir esses graus como espiritualmente válidos dentro ou diante da Ordem Aurum Solis.

     Além disso, visto que as chaves e cerimônias necessárias para estabelecer um Adepto como Adeptus Plenus (ou Adepto Pleno) nunca foram transmitidas a ninguém além de Jean-Louis de Biasi, assim aqueles que receberam tais cartas patentes são incapazes de estabelecer qualquer pessoa como Adeptus Plenus de acordo com as cerimônias, intenções e contatos do plano interno da Ordem Aurum Solis.

     A redação desse Certificado datado de 1º de janeiro de 2007 é específica em suas referências à Ordem Aurum Solis e abrangente na análise dos poderes que lhes são atribuídos. Ele não representa nenhuma outra entidade além da Ordem Aurum Solis, cuja Ordem foi inicialmente fundada como um trabalho esotérico especializado dentro da Tradição Ogdoádica, sob autoridade da Societas Rotae Fulgentis. Igualmente, ele não se refere, transmite ou indica a intenção, finalidade, poderes ou sucessão da formulação anterior, original, histórica e intelectual dos Mistérios Ogdoádicos.

     O último parágrafo deste Certificado indica uma posição que é peculiar à Aurum Solis. Refere-se ao estabelecimento de um Adeptus Plenus dentro, e para, a Aurum Solis, explicitamente no contexto dos ritos, intenção e contato do plano interno dessa ordem. É aqui reconhecido como uma verdade auto-evidente, que um indivíduo digno e preparado pode ser ratificado como tendo atingido um status equivalente ao de Adeptus Plenus da Aurum Solis, fora da Aurum Solis, em um trabalho e contexto de trabalho diferentes, mas espiritual e simbolicamente apropriados sob qualquer que seja o nome. Tal status equivalente não concede reconhecimento ou autoridade dentro da Aurum Solis, e além disso, esse status dentro de Aurum Solis não tem autoridade e propósito fora da ordem.

     Em janeiro de 2017, foi tomada a decisão por parte do Guardiões da Societas Rotae Fulgentis em permitir uma liberação gradual e promover o uso prático da documentação subsistente da Societas Rotae Fulgentis, ou seja, do material de arquivos e a documentação referenciada no segundo parágrafo do Certificado de 1o de janeiro de 2007. Está confirmado que esta liberação e uso será para projetos propostos e sob autoria da Societas Rotae Fulgentis em seu direito inalienável, para fins adequados à formulação original, histórica e intelectual dos Mistérios Ogdoádicos, exatamente como foram recebidos e são protegidos pelas Societas Rotae Fulgentis. Este programa será realizado em um modo mais universal do que previstos anterioremente, assim transcendendo os interesses específicos da Aurum Solis. O segundo parágrafo do Certificado de 2007 é então considerado como redundante, e a disposição do material arquivado e documentação da Societas Rotae Fulgentis está sujeita à interpretação e decisão do Conselho Guardião da Societas Rotae Fulgentis.

Certificado entregue a Raul da Costa Moreira

7 de janeiro de 2017

 

     A Societas Rotae Fulgentis é a guardiã da plenitude espiritual da Tradição Ogdoadica, da Luz Perfeita e da Vida Brilhante da Estrela Gloriosa da Regeneração, que em sua formulação adequada, verdadeira, completa e operativa é a regeneração e a divinização do Ser (self), realizado de acordo com o Padrão Quíntuplo da Vida Espiritual com a consequente entrada nas Três Câmaras do Templo de Salomão no seguimento do Cristo.

     A Societas Rotae Fulgentis continua seu ofício de tutela através da sucessão iniciática ininterrupta de seus únicos membros, o Conselho dos Três, e desse modo, continua a viver como um repositório de aprendizagem Ogdoádica e sucessão iniciática no serviço da Luz Sagrada.

 

     Em Keerbergen, na Bélgica, em 24 de outubro de 2015, na casa de H.E. Roger Martin, Embaixador Honorário da Bélgica, em uma cerimônia realizada pela Societas Rotae Fulgentis, Raul da Costa Moreira recebeu iniciação e pleno empoderamento solene na autêntica, universal e completa sucessão espiritual da Tradição Mistérica Ogdoádica na Luz Vivente e na Vida Luminosa da Gloriosa Estrela da Regeneração, a Stella Gloriosa Regenerationis.

     Por conseguinte, por meio dessa está divulgado que Raul da Costa Moreira, tendo a autoridade, o conhecimento e o contato espiritual para estabelecer e dirigir uma ordem esotérica e mística da Tradição Ogdoádica (uma ordem a ser chamada de SOCIETAS LUCIS VIVENTIS, a qual deverá devidamente representar e perpetuar fielmente a Tradição Mistérica Cristã essencial e original da Estrela Gloriosa com toda a plenitude e vitalidade dos costumes e usos verdadeiros e estabelecidos desta mesma tradição que foram e são consagrados e honrados dentro da Societas Rotae Fulgentis) e com conhecimento dos autênticos modos históricos e espirituais de teoria e práxis que são as Chaves do Templo e da Nobre Palingenesia, essa digna pessoa Raul da Costa Moreira tem absoluto direito e poder para conferir todas as iniciações realizadas dentro ou oriundas, tanto agora quanto antes, da Societas Rotae Fulgentis, e para transmitir a sucessão da Tradição Ogdoádica, através do veículo da SOCIETAS LUCIS VIVENTIS em Luz Vivente e em Vida Luminosa.

 

 

 

 

Osborne Phillips

Primeiro do Conselho de Três, S.R.F.

  • Pinterest
  • Página no Facebook
  • Twitter ícone social
  • Instagram

© 2015-2020 por S.L.V.